Ficha de Casa Religiosa
    
Designação
Convento de Santa Maria de Jesus de Xabregas | Convento de São Francisco de Xabregas

Código
LxConv005

Outras designações
Convento de Santa Maria de Jesus de Menores; Convento de Nossa Senhora de Jesus de Xabregas; Convento de Xabregas

Morada actual
Rua de Xabregas, 50-62

Sumário
O Convento de Santa Maria de Jesus, de franciscanos observantes, foi fundado em 1455 em terrenos do antigo Paço de Xabregas doados por D. Afonso V a D. Guiomar de Castro, condessa de Atouguia. A sua construção concluiu-se em 1460, tendo os nove religiosos vindos da Ilha da Madeira tomado posse do edifício a 17 de Abril.

Em 1533 o convento torna-se cabeça da recém-criada Província dos Algarves da Ordem dos Frades Menores

O aumento do número de religiosos obrigou a várias ampliações do edifício e da propriedade conventual.

Destruído pelo Terramoto de 1 de Novembro de 1755, o convento foi reconstruído sob a égide do marquês de Pombal e de frei Manuel do Cenáculo, com maiores dimensões e outra estrutura e orientação.

Depois de extinto e até 1839 estiveram instalados no edifício o Batalhão de Infantaria 1, os Artífices Engenheiros e o Batalhão Naval. Entre Julho de 1839 e o início de 1844, quando foi atingido por um violento incêndio, o antigo convento encontrava-se arrendado à Companhia de Fiação e Tecidos Lisbonense; e a partir de 1845 e durante mais de cem anos (1845-1965), esteve sempre ligado à produção de tabaco.

No início da década de 1850, foi um dos conventos da zona oriental da cidade a ter a sua cerca cortada pelo primeiro troço de caminho-de-ferro em Portugal, ligando Lisboa ao Carregado, inaugurado em Outubro de 1856.

Presentemente, a antiga igreja é ocupada pelo Teatro Ibérico e na zona conventual encontram-se os serviços centrais do Instituto do Emprego e Formação Profissional.

Caracterização geral
Ordem religiosa
Ordem dos Frades Menores. Província dos Algarves

Género
Masculino

Fundador
D. Guiomar de Castro

Data de construção
1455, finais

Data de demolição
1755-11-01

Data de reconstrução
1766-05-24

Tipologia arquitetónica
Arquitetura religiosa\Monástico-conventual

Componentes da Casa Religiosa - 1834
Convento
Pátio: 3
Igreja
Cerca de recreio e produção

Tipologia de uso
Inicial - Religioso\Mosteiro ou Convento

Caracterização actual
Situação
Convento - Existente
Igreja - Existente
Cerca - Urbanizada

Cronologia
1455-10-17 Alvará de D. Afonso V, concedendo a D. Guiomar de Castro, condessa de Atouguia, uma propriedade em Xabregas para nele mandar edificar um convento de religiosos franciscanos.
1455, finais Início da construção do convento.
1460-04-17 Entrega solene do convento, por D. Guiomar de Castro, aos religiosos fundadores, vindos da ilha da Madeira.
1533 O Convento de Santa Maria de Jesus de Xabregas passa a ser cabeça da Província dos Algarves da Ordem dos Frades Menores.
1552 O convento tem 55 frades e 4 servidores.
1598 Frei João Pereira, guardião do convento, manda 8 religiosos à Casa da Saúde da cidade de Lisboa para assistirem espititualmente aos enfermos da peste.
1616-05-31 A Câmara dá uma esmola de cem cruzados (40$000) aos padres do convento «para remedio das suas necessidades».
1620 A comunidade é constituída por 90 religiosos.
1755-11-01 O convento é totalmente destruído pelo terramoto.
1758 A comunidade é constituída por 144 religiosos.
1766-05-24 Início da reconstrução do convento, sob a égide do marquês de Pombal e de Frei Manuel do Cenáculo. A cerimónia do lançamento da primeira pedra realiza-se no local do claustro antigo.
1771-03-07 Celebração das cerimónias da benção da nova igreja.
1829-06-11 Em audiência régia, o Padre Frei Porfírio de Nossa Senhora das Virtudes, religioso do convento, beijou a mão a D. Miguel, que lhe deu permissão para usar a medalha com a sua efígie.
1832-05-13 Procissão de penitência realizada na freguesia de São Bartolomeu do Beato para que a epidemia de cólera morbus que atingia a França não chegue a Portugal e para que «o feliz Reinado do Nosso Augusto Monarca Dom Miguel Primeiro não soffra jamias tão terrivel tribulação». Participaram na procissão, entre outros, irmandades e religiosos dos conventos de São Francisco de Xabregas, Nossa Senhora do Monte Olivete e São João Evangelista.
1834-05-30 Decreto de extinção de todas as casas religiosas masculinas das ordens regulares e incorporação dos seus bens nos Próprios da Fazenda Nacional.
1834-08-19 Portaria do Tribunal do Tesouro Público sobre a venda e o arrendamento dos bens nacionais. Determina que o Perfeito da Província da Estremadura dê orientações para que se proceda à venda dos bens móveis e semi-móveis, excepto os objetos do culto divino, as peças de ouro e prata e as livrarias; e que arrende, por um ano, todos os prédios rústicos e urbanos da Fazenda Nacional.
1839-07-29 Carta de Lei mandando executar o decreto de Cortes pelo qual o Governo fica autorizado a arrendar, por 15 anos, o edifício e a cerca do extinto convento à Companhia de fiação de tecidos Lisbonense, e a disponibilizar uma área do edifício para estabelecimento de uma «Casa de correcção e trabalhos».
1839-08-13 É decretada a criação de uma "Casa de correcção, e trabalhos, ou Penitenciaria" em parte do antigo edifício conventual.
1845 A Companhia do Tabaco, Sabão e Pólvora de Lisboa (1844-1850) instala-se no edifício do antigo Convento de Xabregas.
1850 | 1857 A Fábrica de Xabregas fica entregue à Companhia do Tabaco e Sabão de Lisboa.
1857 | 1860 Surge a Companhia Nacional de Tabacos, uma nova empresa monoplista constituída a partir das duas anteriores.
1860 | 1865 A Companhia Nacional de Tabacos dá origem à Companhia da Fábrica de Xabregas, com a qual termina o monopólio da indústria do tabaco em Portugal.
1865 A unidade industrial passa a ser administrada pela Companhia da Fábrica de Tabaco, que adquire ao Estado o edifício do antigo convento, as máquinas e os utensílios por 1 410 500$000 réis.

Fontes e Bibliografia
Material gráfico

PEREIRA, Luís Gonzaga - Igreja de Xabregas. Museu de Lisboa [1809].

PEREIRA, Luís Gonzaga - As igrejas de N. S. Madre de Deos, e Xabregas. Museu de Lisboa [1835/1837].

Planta do 2.º plano do extinto Convento de São Francisco de Xabregas. Arquivo Nacional Torre do Tombo.

Planta relativa ao Convento de São Francisco de Xabregas. Arquivo Nacional Torre do Tombo.

Planta térrea do extinto Convento de São Francisco de Xabregas. Arquivo Nacional Torre do Tombo.

Cartografia

[Enquadramento urbano | Convento de Santa Maria de Jesus de Xabregas | Convento de São Francisco de Xabregas, 1834].

[Enquadramento urbano | Convento de Santa Maria de Jesus de Xabregas | Convento de São Francisco de Xabregas, 2015].

FOLQUE, Filipe; - [Carta Topográfica de Lisboa e seus arredores, 1856/1858]. 1:1000. 65 plantas; 92 X 62,5cm, Plantas 23 (Setembro 1858) e 16 (Setembro 1858).

PINTO, Júlio António Vieira da Silva; - [Levantamento da planta de Lisboa, 1904/1911]. 1: 1000. 249 plantas; 80 X 50cm, Planta 14I (Fevereiro 1909).

Manuscrito

[Aviso sobre a concessão de licença ao procurador das obras do convento de São Francisco de Xabregas]. [Manuscrito]1774-09-13 - 1774-10-03. Arquivo Municipal de Lisboa. Livro 18º de consultas, decretos e avisos de D. José I, f. 152 a 153v.

[Consultas da Comissão Eclesiástica da Reforma]. [Manuscrito]1822-1823. Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Ministério dos Negócios Eclesiásticos e Justiça, Maço 268, n.º 4, Caixa 214, Doc. 2.

[Junta do Exame do Estado actual e Melhoramento temporal das Ordens Regulares]. [Manuscrito]1790-1830. Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Ministério dos Negócios Eclesiásticos e Justiça, Maço 270, nº1, Cx. 216, Doc. 25.

Dos Conventos, e Mosteiros de Lisboa 1757, com a notícia verdadeira da ruína que padeceram em o fatal Terramoto, e Incêndio no 1.º de Novembro de 1755. [Manuscrito]Biblioteca Pública de Évora, f. 217.

Inventário de extinção do Hospício de Nossa Senhora do Desterro de Lisboa. [Manuscrito]. Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Ministério das Finanças, Hospício de Nossa Senhora do Desterro de Lisboa, Cx. 2225, f. 0174-0176.

Monografia

BELEM, Fr. Jeronymo de - Chronica Serafica da Santa Provincia dos Algarves [...], Segunda Parte. Lisboa: Mosteiro de S. Vicente de Fora, 1750, p. 135.

BRANDÃO, João - Grandeza e Abastança de Lisboa em 1552. Lisboa: Livros Horizonte, 1990, p. 115.

BRITO, Gomes de - Lisboa do Passado. Lisboa de nossos dias. Lisboa: Livraria Ferin, 1911, p. 117.

CONCEYÇÃO, Fr. Apollinario da - Claustro Franciscano, Erecto no Dominio da Coroa Portuguesa e estabelecido sobre dezeseis venerabilissimas columnas. Expoem-se sua origem, e estado presente. Lisboa Occidental: Na Offic. de Antonio Isidoro da Fonseca, 1740, p. 40.

COSTA, Padre António Carvalho da - Corografia Portugueza e Descripçam Topográfica do Famoso Reyno de Portugal [...], Tomo Terceyro. Lisboa: Na Officina Real Deslandesiana, 1712, pp. 373-374.

FOLGADO, Deolinda; CUSTÓDIO, Jorge - Caminho do Oriente. Guia do Património Industrial. Lisboa: Livros Horizonte, 1999, pp. 91-99.

MATOS, José Sarmento de; PAULO, Jorge Ferreira - Caminho do Oriente. Guia Histórico II. Lisboa: Livros Horizonte, 1999, pp. 24-31.

OLIVEIRA, Eduardo Freire de - Elementos para a história do município de Lisboa, 1ª parte, Tomo II. Lisboa: Typographia Universal, 1887, p. 381.

PORTUGAL, Fernando; MATOS, Alfredo de - Lisboa em 1758: Memórias Paroquiais de Lisboa. Lisboa: Publicações Culturais da Câmara Municipal de Lisboa, 1974, pp. 112-113 e 307.

Periódico

Carta de Lei de 29 de Juho de 1839. Collecção de Leis e outros Documentos Officiaes publicados no anno de 1839, Nona Serie. Lisboa: Na Imprensa Nacional. 1839, p. 241.

Gazeta de Lisboa, nº 124. Lisboa: Na Impressão Regia, [26 de Maio de 1832], p. 625.

Gazeta de Lisboa, nº 142. Lisboa: Na Impressão Régia, [17 de Junho de 1829], p. 591.

Revista Municipal, Ano XV, nº 63. Lisboa: Câmara Muncipal de Lisboa, [1954], p. 31.

Material Fotográfico
Convento de Santa Maria de Jesus de Xabregas | Convento de São Francisco de Xabregas | Exterior | Fachada sul. DPC_20140917_047.
© CML | DMC | DPC | José Vicente 2014.

Convento de Santa Maria de Jesus de Xabregas | Convento de São Francisco de Xabregas | Exterior | Fachada sul. DPC_20140917_057.
© CML | DMC | DPC | José Vicente 2014.

Convento de Santa Maria de Jesus de Xabregas | Convento de São Francisco de Xabregas | Exterior | Fachada sul | Igreja e corpo nascente. DPC_20140917_051.
© CML | DMC | DPC | José Vicente 2014.

Convento de Santa Maria de Jesus de Xabregas | Convento de São Francisco de Xabregas | Exterior | Fachada sul | Corpo nascente. DPC_20140917_052.
© CML | DMC | DPC | José Vicente 2014.

Convento de Santa Maria de Jesus de Xabregas | Convento de São Francisco de Xabregas | Exterior | Fachada sul | Igreja. DPC_20140917_049.
© CML | DMC | DPC | José Vicente 2014.

Convento de Santa Maria de Jesus de Xabregas | Convento de São Francisco de Xabregas | Exterior | Fachada sul. ROC000016.
© CML | DMC ! Arquivo Municipal de Lisboa.

Convento de Santa Maria de Jesus de Xabregas | Convento de São Francisco de Xabregas | Exterior | Fachada sul | Rua da Manutenção. A33912.
© CML | DMC ! Arquivo Municipal de Lisboa.

Inventariantes
Rita Mégre
Última atualização - 2019-03-08

Imagens: 7