Ficha de Casa Religiosa
    
Designação
Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso

Código
LxConv059

Outras designações
Convento do Bom Sucesso; Mosteiro de Nossa Senhora do Bom Sucesso; Convento Dominicano de Nossa Senhora do Bom Sucesso

Morada actual
Rua Bartolomeu Dias, 53-55

Sumário
O Convento do Bom Sucesso foi fundado em 1639 com o intuito de acolher cerca de cinquenta religiosas irlandesas fugidas à perseguição anticatólica movida em Inglaterra pelos protestantes. Esse desígnio viria a articular-se com a inicial vontade de D. Iria de Brito, condessa de Atalaia, de instituir uma casa de religiosas da Ordem de São Jerónimo junto ao Mosteiro de Belém, da mesma Ordem. Para o efeito, em 1628 fez doação da quinta que possuía em Pedrouços. Não conhecendo imediata continuidade, o processo fundacional seria recuperado mais tarde sob influência do frade dominicano irlandês Domingos do Rosário (Dominic O'Daly), a quem se deveu a obtenção da licença, concedida em 1639 por Filipe III, para a conversão do edifício em convento feminino da Ordem dos Pregadores. A primeira pedra do cenóbio só em 1645 seria lançada, supõe-se que segundo o traçado de uma das suas monjas, madre Maria Madalena de Cristo. A igreja ficaria concluída em 1670 e o edifício conventual em 1688. Muito embora, por força de cláusula testamentária, o convento pudesse também receber religiosas portuguesas, era sobretudo habitado por monjas irlandesas, sendo considerado um instituto estrangeiro e, por conseguinte, não subordinado à legislação nacional. Essa condição explica a particularidade do processo de supressão desta casa religiosa. Apesar de expulsa em 1823, a comunidade regressaria cinco semanas depois, passando a dedicar-se, pelo menos oficialmente, ao ensino e catequese. Mais tarde, foi decretada a extinção da casa por morte da última religiosa professa, partindo-se do princípio de que a comunidade não poderia canonicamente perdurar, dado ter acatado a disposição legal que impedia a admissão de noviças. Esta disposição não teria igualmente sucesso. Mantendo a comunidade religiosa, desenvolveu-se a instituição de ensino, primeiramente destinada a descendentes de católicos irlandeses e mais tarde alargada a toda a comunidade escolar feminina. Em 1955, a instituição agrega-se à Congregação das Irmãs de Nossa Senhora do Rosário e de Santa Catarina de Sena, vindo a ser integrado na Congregação irlandesa das Irmãs Dominicanas de Cabra, sediada em Dublin. Até ao presente, o estabelecimento continua a desempenhar funções educacionais. A edificação, que não sofreu com o Terramoto de 1755, conheceu várias campanhas de obras, as quais, contudo, não terão alterado substancialmente o primitivo conjunto.

Caracterização geral
Ordem religiosa
Ordem dos Pregadores, Dominicanas irlandesas.

Género
Feminino

Fundador
D. Iria de Brito - Intenção religiosa

Data de fundação
1639-03-21

Data de construção
1645 | 1688

Autoria
Madre Maria Madalena de Cristo, autora do traçado, século XVII
Manuel Cerqueira de Campos - Pedreiro\Mestre, século XVII
João Nunes Tinoco - Desenhador, século XVII
Evano, Atribuição, autor do sacrário de prata do templo
Manuel da Costa Barbuda - Entalhador, 1776
João de Sousa - Ourives, século XVII
Bento Coelho da Silveira - Pintor, século XVIII
Inácio de Oliveira Bernardes - Pintor, 1745

Tipologia arquitetónica
Arquitetura religiosa\Monástico-conventual

Componentes da Casa Religiosa - 1834
Convento
Claustro
Pátio
Igreja
Cerca de recreio

Tipologia de uso
Inicial - Religioso\Mosteiro ou Convento
Atual - Religioso\Mosteiro ou Convento
Atual - Civil\Equipamento\Educativo

Caracterização actual
Situação
Convento - Existente
Igreja - Existente
Cerca - Existente / construída

Propriedade
Fundação Obra Social das Religiosas Dominicanas Irlandesas

Ocupação
Convento - Devoluto(a)
- Ocupado(a) - Colégio de Nossa Senhora do Bom Sucesso

Acesso
Privado

Descrição
Enquadramento histórico
As perseguições religiosas motivadas pela Reforma protestante e, nalguns casos, cumulativamente por factores políticos, atingiram inexoravelmente as comunidades monástico-conventuais, muitas das quais posteriormente acolhidas no seio das nações católicas. Neste quadro genérico se desenha a história do Convento do Bom Sucesso, destinado inicialmente a abrigar uma comunidade de cerca de cinquenta religiosas originárias da Irlanda.

A fundação da casa foi tudo menos linear. A Daniel Dominic O'Daly (1595-1662) - em religião, Domingos do Rosário -, frade dominicano, teólogo e diplomata, estreitamente ligado às esferas do poder, se deveu a negociação, junto do Rei de Espanha, da instituição, em Lisboa, de dois cenóbios da Ordem dos Pregadores, um feminino e outro masculino. Perante as sublevações verificadas na Flandres contra o domínio do rei espanhol, que então reinava também sobre Portugal, o soberano deferiu as pretensões do religioso em troca da garantia do apoio militar irlandês. Decisiva foi também a acção de Frei Domingos no processo de instalação física do mosteiro, que haveria de ficar situado em propriedades cedidas por D. Iria de Brito, a qual nelas pretendia edificar uma casa religiosa destinada a monjas da Ordem de São Jerónimo. Não tendo sido, por alguma razão, dada continuidade à fundação, iniciada em 1626, foi, contudo, aí estabelecido um recolhimento de terceiras. A influência do dominicano terá, pois, conduzido à alteração da primitiva manifestação de vontade de D. Iria, que haveria de fazer das religiosas irlandesas as beneficiárias do mosteiro que tentara instituir.

Em 1639, em pouco precedendo a Restauração da Independência, constituía-se em Lisboa o primeiro convento feminino irlandês da Ordem dos Pregadores. Passaria a integrar um conjunto de casas religiosas estrangeiras instaladas na capital e juntar-se-ia às comunidades dominicanas que na urbe se haviam até então estabelecido.

O convento jamais alteraria a sua qualidade de instituição estrangeira, situação que, no contexto da Reforma Religiosa promovida pelo Liberalismo, assumiria indeclináveis consequências. De facto, a independência institucional em relação ao ordenamento jurídico nacional constituiu o cerne da alegação avançada pela Inglaterra em favor da não aplicação dos decretos de extinção das Ordens à comunidade irlandesa do Bom Sucesso.

Não tendo sido canonicamente extinto, o convento terá, contudo, refletido a crescente secularização, vendo-se constrangido a integrar funções como o ensino e a catequese, supletivas à vivência estrita da contemplação em clausura. É como colégio de índole confessional que, desde os anos trinta de Novecentos, formalmente se constitui. A instituição religiosa encontra-se, desde 1955, agregada à Congregação das Irmãs de Nossa Senhora do Rosário e de Santa Catarina de Sena e integrada na Congregação das Irmãs Dominicanas de Cabra, sediadas na Irlanda.

Evolução urbana
O Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso implantou-se em terrenos que D. Iria de Brito possuía em Pedrouços, na zona de Belém, a oeste do Mosteiro dos Jerónimos. Sobre um ainda hipotético recolhimento instalado primitivamente na referida propriedade, edificou-se, na primeira metade de Seiscentos, o Convento do Bom Sucesso e respetivo templo. A zona ribeirinha a ocidente da cidade, definida entre a Ribeira de Alcântara e a Ribeira de Algés, distava, à época, significativamente do centro urbano. Até finais do século XVII, a área de Pedrouços e do Bom Sucesso caracterizava-se, pois, pelo carácter periférico e pela escassez do povoamento, essencialmente constituído por quintas da nobreza e casario popular. Com o tempo, e paulatinamente, a região tornou-se alvo de atracção enquanto estância balnear. O facto de ter sido das áreas menos fustigadas pelo Terramoto de 1755 contribuiu também para a intensificação da sua ocupação urbana. Se as imediações do mosteiro se alteraram por via da maior densidade da malha urbana, também o seu perímetro haveria de conhecer vicissitudes. Com efeito, o projeto de alargamento e retificação da Rua do Bom Sucesso (actual Rua Bartolomeu Dias), realizado entre Maio de 1892 e Julho de 1914, implicou a expropriação de terrenos pertencentes ao cenóbio (e outros do duque de Loulé, da Casa Pia e do duque de Cadaval), da mesma forma que, em 1892 e 1920, o determinou o alargamento do cemitério da Ajuda.

No presente, com o desenvolvimento da malha urbana circundante, o convento encontra-se adossado a outro edifício, estando porém delimitado por cerca murada. Nas suas diretas cercanias, situam-se o Centro Cultural de Belém e, desde sempre, o Mosteiro dos Jerónimos.

Caracterização arquitectónica
Exemplar da arquitectura monástico-conventual da Época Moderna, o edificado assume algumas peculiaridades, patentes, nomeadamente, na planta centralizada do templo e nos contrafortes que, pelo exterior, lhe demarcam os panos murários.

O conjunto, actualmente alterado mas onde é ainda possível detectar os núcleos primitivos e parte da cerca murada, constava de templo, zona de clausura e anexos.

O acesso faz-se a partir de portal reentrante aberto na cerca que conduz para pequeno pátio interior. No eixo daquele ingresso, encontra-se o portal do templo. Perpendicularmente a este, desenvolve-se o núcleo clausurado, cujo ingresso é assinalado por portal de verga reta sobre o qual se exibe o brasão dos condes de Atalaia, em alusão à fundadora e benfeitora da casa.

A antiga clausura apresenta três andares cujas divisões são exteriormente marcadas por janelas e frisos de cantaria. A zona define-se planimetricamente em torno de um claustro quadrangular aberto por arcos de volta perfeita que abrigam alas encimadas por sobreclaustro avarandado. No centro do claustro, ergue-se uma fonte.

O templo, em forma de octógono irregular, apresenta-se suportado por salientes contrafortes rematados por pináculos e encimado por cobertura piramidal. Num dos panos laterais, abre-se portal de verga recta sobrepujado por nicho exibindo a imagem escultórica de Nossa Senhora do Bom Sucesso, orago da casa.

O interior, de planta centralizada, a que se acede pelo vão lateral, solução comum em mosteiros femininos da Época Moderna, define um itinerário espacial longitudinal, encontrando-se a capela-mor em posição diametralmente oposta aos coros, alto e baixo, que se localizam na parede fundeira.

Do altar-mor sobressai um complexo retábulo que integra pinturas a óleo sobre cobre da autoria de Bento Coelho da Silveira, o trono eucarístico e um singular sacrário de prata. Do lado do Evangelho, destacam-se três altares de talha e, do lado da Epístola, dois altares ladeando o portal principal. Pinturas representando santos dominicanos encimam os arcos que interiormente assinalam cada um dos panos murários da igreja. No extremo oposto ao altar-mor, e com ele fazendo eixo, localizam-se os coros, alto e baixo, separados da "igreja de fora" por grades. Profusamente decorado, o seu interior apresenta, revestimento azulejar, pinturas e peças de imaginária.

Inventário de extinção
ANTT, Ministério das Finanças, Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso de Lisboa, Cx. 2010.

Cronologia
1628-02-04 D. Iria de Brito, condessa de Atalaia, faz doação da sua quinta de Pedrouços, onde funcionaria um recolhimento com a invocação de Santa Paula, ao Mosteiro de Belém, para fundação de um mosteiro feminino da Ordem de São Jerónimo. Tal fundação não virá a concretizar-se, tendo mais tarde a condessa destinado aquela mesma propriedade a uma comunidade de monjas dominicanas irlandesas.
1639-03-21 Alvará régio dando licença a Frei Domingos do Rosário, da Ordem de São Domingos, para fundar um convento de dominicanas irlandesas em Lisboa para acolher até 50 religiosas. É fixada uma renda até cinco mil cruzados, em juros e em bens de raiz.
1639-06-15 Autorização do Prior Provincial da Ordem dos Pregadores em Portugal, frei João de Vasconcellos, para a fundação de um convento de religiosas irlandesas em Lisboa (sine proprio e de clausura estrita). Concede-se autoridade (faculdade espiritual e temporal) a frei Domingos do Rosário de, na prática, instituir a Regra e de a fazer cumprir. Frei Domingos assumiu o estatuto de vigário do mosteiro das monjas irlandesas;
1639-08-13 Instrumento de Instituição de Mosteiro e Capela, fundação, dotação e obrigação do mosteiro, por D. Iria de Brito, condessa de Atalaia.
1639-08-29 Autorização do arcebispo de Lisboa, D. Rodrigo da Cunha, para a fundação do convento de religiosas irlandesas de São Domingos na quinta da condessa de Atalaia.
1639-11-12 Fundação canónica do convento, com o ingresso das religiosas fundadoras.
1640-01 Por influência de Fr. Domingos do Rosário entram no convento Ursula Burke e Eleanor Burke, cujo pai fora martirizado pelos protestantes na Irlanda.
1644 É aceite, em Capítulo Geral dos Dominicanos, celebrado em Roma, a instituição do convento das religiosas irlandesas com invocação de Nossa Senhora do Bom Sucesso.
1645 | 1688 É lançada a primeira pedra do edifício; as obras iniciais mais significativas são executadas sob a direcção da madre Madalena de Cristo (+ c. 1670). A obra termina em 1688 com a conclusão dos dormitórios.
1650 Um Capítulo Geral da Ordem Dominicana determina que o Convento do Bom Sucesso fique eximido da jurisdição dos Provinciais da Irlanda, sujeitando-se imediatamente ao "Reverendissimo Padre Geral".
1670 Colocação solene do Santíssimo Sacramento na igreja.
1688 Sob a direcção do mestre pedreiro Manuel Cerqueira de Campos, finalizam-se as obras do convento (conclusão dos dormitórios).
1743 O infante D. Manuel, irmão de D. João V, destina ao convento uma imagem de Cristo Crucificado, que viria a ser colocada no nicho principal do sacrário.
1745 Inácio de Oliveira Bernardes executa a pintura de algumas telas.
1746 Manuel da Costa Barbudo executa o retábulo da capela de Nossa Senhora do Rosário.
1755-11-01 O terramoto terá causado a destruição das notas dos tabeliães Francisco Coelho Moniz e Luís do Couto.
1823-05 | 1823-06 O regime liberal e a legislação anti-congreganista dele emanada, conduz à expulsão provisória da comunidade, a qual, contudo, regressará ao convento cinco semanas mais tarde.
1823-06-25 Sob condição de se dedicarem ao ensino e catequese, é permitida às religiosas a reinstalação no seu mosteiro
1827-06 | 1827-10 Na lista de obras realizadas entre Junho e Outubro com fundos da Repartição de Obras Públicas constam intervenções não especificadas no Convento do Bom Sucesso.
1832-02-09 Dão entrada na Comissão criada pela Ordem Geral do Exército nº 79, estabelecida na Casa da India, donativos para a aquisição de capotes e outros objectos para os Corpos de voluntários Realistas e de milícias. Da lista de doadores fazem parte as religiosas do Convento do Bom Sucesso, com a quantia de 2$400 réis.
1832-02-28 Várias pessoas e o coronel e oficiais do Batalhão de Voluntários Realistas de Vila Viçosoa transportam um retrato do rei D. Miguel num andor entre o Forte do Bom Sucesso e o Convento do Bom Sucesso, onde é celebrada uma missa. O andor é depois levado à sala da grade onde se encontravam a madre priororesa e demais religiosas.
1834 O cartório do convento, subtraído à comunidade, é reclamado pela prioresa e, por deferimento de D. Maria II, restituído.
1834-05-30 É decretada a extinção de todas as casas religiosas masculinas das Ordens regulares e a nacionalização dos seus bens. As comunidades femininas mantêm-se mas ficam impedidas de emitir votos.
1850 A comunidade portuguesa, com a ajuda de algumas religiosas provindas do Mosteiro de Cabra, em Dublim, funda, sob o carisma dominicano, um colégio feminino em regime de internato.
1861 | 1910 No contexto do processo de extinção das casas religiosas femininas, verifica-se um prolongado conflito que envolve, de um lado, a Legação Inglesa em Portugal, e, do outro, o Governo português. Na contenda participa também o Ministério dos Negócios Estrangeiros, que medeia a comunicação entre a Legação Inglesa e o Governo português. Em causa está a supressão do convento, medida que o mesmo considera inatendível pelo facto de a comunidade, por ser estrangeira, não se encontrar subordinada à lei nacional. através do Ministério das Finanças.
1888 Registam-se compras de propriedades às religiosas do Bom Sucesso, todas elas situadas nas imediações do convento (na Rua do Bom Sucesso, na Rua Direita do Bom Sucesso, na Traseira do Convento, na Quinta da Princesa, na Ponte de Algés, nas terras de São Jerónimo, na Rua Direita de Belém, no Dafundo).
1892 Aplicação de soalho na igreja.
1892-04-12 Escritura de expropriação de terreno às Religiosas do Convento do Bom Sucesso, para alargamento do 3º Cemitério (Ajuda).
1892-05-07 | 1914-07-03 Obras de alargamento e rectificação da Rua do Bom Sucesso (actual Rua Bartolomeu Dias), com expropriação de terrenos, entre outros, das freiras do Bom Sucesso, do duque de Cadaval, da Casa Pia e do duque de Loulé.
1897 Realização de alguns altares da igreja.
1909 Assoalhamento do coro baixo e pintura das paredes.
1910-11 Com a Implantação da República, acentua-se o diferendo em torno da supressão da casa, que, no entanto, não fica sujeita à apropriação e desamortização dos seus bens. A vida religiosa, contudo, virá a ser formalmente extinta pela conjugação de duas circunstâncias: a proibição de admissão de noviças e a determinação, como termo da vida comunitária, da data do falecimento da última religiosa professa.
1911-08-03 Por deliberação camarária a Rua do Bom Sucesso passa a designar-se Rua Bartolomeu Dias.
1920-06-15 Escritura de venda de terreno, para ampliação do jazigo nº 206 do 3º Cemitério (Ajuda), às Religiosas Dominicanas do Convento do Bom Sucesso.
1932-11-10 O Ministério da Instrução Pública reconhece oficialmente, por alvará, o colégio do Bom Sucesso como colégio vocacionado para os estudos primários e secundários.
1951-02-23 | 1953-09-29 Obras de beneficiação do edifício.
1955 O colégio deixa o regime de internato, passando a funcionar como colégio externo.
1955 O convento agrega-se à Congregação das Irmãs de Nossa Senhora do Rosário e de Santa Catarina de Sena e é integrado na Congregação das Irmãs Dominicanas de Cabra, de Dublin.
1956 É substituída a grade do coro-baixo.
1960 | 1970 Decorrem várias obras de reparação e alteração no edifício, nomeadamente na igreja (cúpula).
1960-06-15 | 1961-04-20 Registam-se reparações exteriores.
1962-02-21 Aprovada em reunião de câmara a aquisição de duas parcelas de terreno sittuadas na Rua Bartolomeu Dias, 53 (250m2 e 325m2) pertencentes ao colégio elo valor 28 750$00, para a integração na via pública pública.
1962-05-16 Aprovada rectificação da proposta de 21 de Fevereiro, relativa à aquisição de duas parcelas de terreno das freiras do Bom Sucesso. A parcela 1 (250m2) é avaliada em 16 250$00 e a parcela 2 (325m2) em 16 250$00.
1990-06-18 Pedido da prioresa ao Diretor-Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais para comparticipação pecuniária nas obras exteriores de todo o imóvel.
1996-04-11 Parecer favorável do Conselho Consultivo do IPPAR à classificação do Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso como Imóvel de Interesse Público.
1996-05-02 Abertura do processo de classificação da igreja e do convento.
1997-12-31 Decreto de classificação do Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso como Imóvel de Interesse Público.
2002 | 2006 Execução de obras de restauro, recuperação e beneficiação na igreja e em parte do complexo conventual.
2010 Reabilitação do claustro e reposição do sistema hidráulico da fonte.

Fontes e Bibliografia
Cartografia

[Enquadramento urbano | Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso, 1834].

[Enquadramento urbano | Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso, 2015].

FAVA, Duarte José; - [Carta Topográfica da cidade de Lisboa preparada em 1807]. 3 plantas. 2305-2-16-22.

FOLQUE, Filipe; - [Carta Topográfica de Lisboa e seus arredores, 1856/1858]. 1:1000. 65 plantas; 92 X 62,5cm, Planta 63 (Dezembro 1857).

PINTO, Júlio António Vieira da Silva; - [Levantamento da planta de Lisboa, 1904/1911]. 1: 1000. 249 plantas; 80 X 50cm, Planta 3B (Abril 1909).

[Planta Topográphica da Marinha das Cidades de Lisboa Ocidental e Oriental desde o Forte de S. Joseph de Riba-Mar té o Convento do Grilo feito no ano de 1727]. MC.DES.1403.

Manuscrito

[Consultas da Comissão Eclesiástica da Reforma]. [Manuscrito]1822-1823. Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Ministério dos Negócios Eclesiásticos e Justiça, Maço 268, n.º 4, Caixa 214.

[Junta do Exame do Estado actual e Melhoramento temporal das Ordens Regulares]. [Manuscrito]1790-1830. Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Ministério dos Negócios Eclesiásticos e Justiça, Maço 270, nº1, Cx. 216, Doc. 56.

Inventário de extinção do Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso de Lisboa. [Manuscrito]. Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Ministério das Finanças, Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso de Lisboa, Cx. 2010.

Monografia

AA.VV - Belém: Reguengo da Cidade. Porto: Asa, 1990.

CACEGAS, Fr. Luís - Segunda parte da Historia de S. Domingos Particular deste reino e conquistas de Portugal. Lisboa: Na Officina de António Domingos Galhardo, 1767.

Câmara Municipal de Lisboa, Actas das Reuniões, 1962. .

CORTEZ, Maria do Carmo - Bom Sucesso (Convento do),. Dicionário da História de Lisboa. Lisboa: Carlos Quintas & Associados, 1994.

COSTA, Ana Cristina de Ayala Botto Mariz Fernandes Ferreira da - O sacrário do Convento do Bom Sucesso. O Santíssimo Sacramento na Ordem Dominicana Irlandesa em Portugal: Dissertação de Mestrado em História da Arte. Lisboa: Universidade Lusíada, 1997, 2 volumes.

COSTA, Padre António Carvalho da - Corografia Portugueza e Descripçam Topográfica do Famoso Reyno de Portugal [...], Tomo Terceyro. Lisboa: Na Officina Real Deslandesiana, 1712.

DINIZ, Tânia Maria Pinto Pereira de Moura - A Igreja de Nossa Senhora do Bom Sucesso: Dissertação de Mestrado em História da Arte. Lisboa: Universidade Nova de Lisboa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, 2004, 2 volumes.

GOMES, Paulo Varela - Arquitectura, Religião e Política em Portugal no Século XVII. A Planta Centralizada. Porto: FAUP publicações, 2001, pp.126-139.

MCCABE, Honor - A Light Undimmed. The Convent of Our lady of Bom Sucesso. Lisbon. 1639 to 2006. Dublin: Dominican Publications, 2007.

PEREIRA, Luís Gonzaga - Monumentos Sacros de Lisboa em 1833. Lisboa: Biblioteca Nacional, 1927.

PORTUGAL, Fernando; MATOS, Alfredo de - Lisboa em 1758: Memórias Paroquiais de Lisboa. Lisboa: Publicações Culturais da Câmara Municipal de Lisboa, 1974, p. 310.

PRESTAGE, Edgar - Frei Domingos do Rosário, diplomata e político (1595-1662). Coimbra: Imprensa da Universidade, 1926.

SANCHES, José Dias - Belém do Passado e do Presente. Lisboa. 1970.

Electrónico

Colégio do Bom Sucesso [Fundação Obra Social das Religiosas Dominicanas Irlandesas].

Mosteiro de Nossa Senhora do Bom Sucesso / Colégio de Nossa Senhora do Bom Sucesso. Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana. SIPA - Sistema de Informação para o Património Arquitectónico, IPA.00005851.

Periódico

Alvará de 21 de Março de 1639. Collecção Chronologica da Legislação Portugueza [...], 1634-1640. Lisboa: Imprensa de F. X. de Souza. 1855, pp. 189-190.

Decreto 67/97. Diário da República, 1ª Série B, nº 301. Lisboa: Imprensa Nacional-Casa da Moeda. 31- de Dezembro de 1997, p. 6895.

Gazeta de Lisboa, nº 163. Lisboa: Na Impressão Regia, [12 de Julho de 1827], p. 960.

Gazeta de Lisboa, nº 217. Lisboa: Na Impressão Regia, [13 de Setembro de 1827], p. 1178.

Gazeta de Lisboa, nº 274. Lisboa: Na Impressão Regia, [19 de Novembro de 1827], p. 1410.

Gazeta de Lisboa, nº 39. Lisboa: Na Impressão Regia, [15 de Fevereiro de 1832], p. 199.

Gazeta de Lisboa, nº 54. Lisboa: Na Impressão Regia, [3 de Março de 1832], pp. 277-278.

Material Fotográfico
Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Exterior | Fachada Norte. ECML_20150421_063.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Exterior | Fachada nascente. ECML_20150604_005.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Exterior | Fachada Norte | Entrada. ECML_20150421_072.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Exterior | Fachada Norte | Patio de entrada. ECML_20150421_087.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Exterior | Portal da Igreja. ECML_20150421_002.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Exterior | Fachada Sul. ECML_20150604_175.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Exterior | Cúpula da Igreja. ECML_20150604_150.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Exterior | Patio Sul | Fachada poente. ECML_20150421_043.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Exterior | Patio Sul | Fachada Sul. ECML_20150604_087.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Exterior | Patio Sul. ECML_20150604_088.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Claustro. ECML_20150421_109.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Claustro | Galeria nascente e Sul. ECML_20150421_038.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Claustro. ECML_20150421_092.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Claustro | Galeria nascente. ECML_20150421_036.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Claustro | Galeria poente. ECML_20150421_059.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Claustro | Galeria. ECML_20150421_091.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Claustro | Piso superior. ECML_20150604_115.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Claustro | Piso superior. ECML_20150604_116.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Cozinha. ECML_20150421_048.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Copa. ECML_20150604_073.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Copa. ECML_20150604_082.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Cozinha | Chaminé. ECML_20150604_084.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Cozinha. ECML_20150604_086.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Ante-refeitório | Entrada. ECML_20150604_053.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Ante-refeitório. ECML_20150604_054.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Ante-refeitório. ECML_20150604_057.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Refeitório. ECML_20150604_065.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Sala. ECML_20150604_021.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Escada de acesso aos dormitórios. ECML_20150604_022.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Escada de acesso aos dormitórios. ECML_20150604_104.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Escada de acesso aos dormitórios | Azuleijos. ECML_20150604_105.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Escada de acesso aos dormitórios. ECML_20150604_109.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Escada de acesso aos dormitórios. ECML_20150604_106.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Zona de acesso aos dormitórios e ao Antecoro superior. ECML_20150604_142.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Corredor das antigas celas. ECML_20150421_127.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Capela. ECML_20150421_130.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Torreão. ECML_20150604_145.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Torreão. ECML_20150604_149.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Torreão. ECML_20150604_160.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Biblioteca. ECML_20150604_171.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Antecoro baixo. ECML_20150604_023.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Antecoro baixo. ECML_20150604_024.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Antecoro baixo. ECML_20150421_054.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Coro baixo. ECML_20150604_027.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Coro baixo. ECML_20150604_029.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Antecoro alto. ECML_20150604_118.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Antecoro alto. ECML_20150604_119.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Coro alto. ECML_20150604_135.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Coro alto. ECML_20150604_136.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Igreja. ECML_20150604_031.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Igreja | Capela-mor. ECML_20150604_030.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Igreja. ECML_20150421_056.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Igreja | Lado do Evangelho. ECML_20150604_041.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Igreja | Lado da Epístola. ECML_20150604_043.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Igreja | Lado da Epístola. ECML_20150604_044.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Igreja | Entrada interna. ECML_20150604_047.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Interior | Igreja | Grade. ECML_20150604_048.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso | Exterior | Fachada Norte. S03442.
© CML | DMC | Arquivo Municipal de Lisboa.

Convento de Nossa Senhora do Bom Sucesso| Exterior | Fachada sul. POR059671.
© CML | DMC | Arquivo Municipal de Lisboa.

Inventariantes
Maria Luísa Jacquinet - 00-06-2015
Última atualização - 2019-02-14

Imagens: 59